Pages Menu

Notícias recentes

Vendas externas do agronegócioem janeiro atingem US$ 5,87 bilhões, em alta de 17,9%

Crescimento se deve, principalmente, ao açúcar, soja em grão e carne de frango

As exportações do agronegócio em janeiro somaram US$ 5,87 bilhões, com crescimento de 17,9% em relação aos US$ 4,98 bilhões exportados em janeiro do ano passado. As importações também cresceram, passando de US$ 913,01 milhões para US$ 1,27 bilhão (+39,1%). Como resultado, o superávit do setor subiu de US$ 4,06 bilhões para US$ 4,60 bilhões. Os dados são da Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio (SRI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa)

O complexo sucroalcooleiro foi o setor com maior expansão nas vendas externas entre os setores exportadores do agronegócio nesse mês de janeiro. O valor das exportações desses produtos subiu 110% em relação a janeiro de 2016, passando de US$ 489,34 milhões para US$ 1,03 bilhão. No setor, o principal produto exportado foi o açúcar (92,9%). Foram US$ 955,40 milhões em açúcar de cana, com elevação de 120,7% no valor embarcado.

Leia mais

Internacionalização para o México é tema de seminários da Apex-Brasil

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), em parceria com as Federações das Indústrias dos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraná, realiza o seminário Oportunidades de Negócios e Internacionalização para o México. O evento, que é voltado para as empresas brasileiras que desejam iniciar ou aumentar a exportação, bem como abrir operação própria no país, acontece no dia 14 de março em Porto Alegre, 15 de março em Curitiba e 16 de março em São Paulo.

Além de abordar as oportunidades de negócios e internacionalização nas diferentes regiões do México, os encontros também fornecerão informações sobre o ambiente de negócios e os procedimentos de abertura de empresas no país. O seminário também detalhará a Missão de Internacionalização que será realizada em 2017 com o propósito de informar sobre práticas de mercado, custos e procedimentos para abertura de operação no México.

Leia mais

DB Schenker adquire participação acionária do mercado de internet global uShip

A DB Schenker fortalece sua colaboração estratégica com o investimento de milhões no uShip, mercado online de entregas dos EUA, e avança a transformação digital do seu modelo de negócios. Após o aumento de capital, a empresa global de logística está investindo 25 milhões de dólares (aproximadamente 24 milhões de euros) na plataforma online de serviços de frete e transportes.

“A expansão da nossa parceria de sucesso irá acelerar e objetivar a gestão de transporte e nos ajudar, como líderes do mercado de transporte terrestre na Europa, a lidar com volumes maiores de frete”, disse Jochen Thewes, CEO da Schenker AG. “Também pretendemos desenvolver e explorar novas oportunidades de crescimento para além dos nossos modelos de negócios tradicionais. Até o momento, este é a nossa maior participação acionária em uma empresa digital e mostra a nossa seriedade com a inovação na DB Schenker. Estamos investindo no futuro digital de logística”, continuou Thewes.

Leia mais

Balança comercial: terceira semana de fevereiro tem superávit de US$ 1,249 bilhão

No acumulado do ano, saldo positivo chega a US$ 5,140 bilhões, com crescimento de 85,3% em relação ao mesmo período de 2016

Na terceira semana de fevereiro, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 1,249 bilhão, com exportações de US$ 4,274 bilhões e importações de US$ 3,025 bilhões. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pelo MDIC.

No período, a média das exportações chegou a US$ 854,8 milhões – valor 12% acima do registrado até a segunda semana de fevereiro (US$ 763,5 milhões). Houve aumento de 40,1% nas exportações de produtos básicos, por conta de petróleo em bruto, soja em grão, minério de ferro, carne bovina e minério de alumínio. Já os embarques de semimanufaturados tiveramredução de 9,4% e os de manufaturados caíram, 8,7%, em função de ouro em formas semimanufaturadas, semimanufaturados de ferro e aço, ferro fundido bruto e ferro spiegel (semimanufaturados), e de óleos combustíveis, tubos flexíveis, de ferro ou aço, suco de laranja não congelado, polímeros plásticos, motores e geradores elétricos (manufaturados).

Em relação à média diária das importações, houve uma retração de 2,1%. Caíram os gastos com combustíveis e lubrificantes, químicos orgânicos e inorgânicos, filamentos e fibras sintéticas e artificiais, cereais e produtos da indústria da moagem, aeronaves e peças.

Leia mais

AEB recebe embaixador Rubens Barbosa

Já houve mudanças, mas ainda há muito a ser feito. O Brasil precisa encontrar seu lugar no mundo, e decisões não podem ser adiadas, precisa se posicionar sobre seus interesses no mundo, senão ficaremos na periferia, apesar de estarmos entre as 10 maiores economias do mundo”. A afirmação é do embaixador Rubens Barbosa, presidente do Conselho Superior de Comércio Exterior da Fiesp, na palestra “O Brasil em um mundo em transformação”, promovida pela Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), na última quarta-feira (15 de fevereiro).

Rubens Barbosa, na ocasião, fez uma análise do atual momento político econômico e comercial mundial para contextualizar os desafios que o Brasil enfrenta a partir de mudanças na ordem mundial. “Nas últimas décadas, as mudanças ocorridas com a globalização, com a revolução tecnológica e nas comunicações e com o fim de um mundo bipolar fizeram surgir novos polos de poder, gerando incertezas e instabilidades, que poderão se agravar com a chegada de Donald Trump ao governo dos EUA”, afirmou.

Leia mais

Brasil reberá recursos da AL-Invest para ajudar 500 empresas a começar a exportar

O Rota Global terá parceiros na Argentina e na Espanha. Iniciativa contará com R$ 1,2 milhão da União Europeia para apoiar as empresas

O Programa AL-Invest 5.0 divulgou, nesta quarta-feira (15), os 15 projetos da América Latina que contarão com recursos europeus para fomentar a internacionalização de empresas na região. O projeto brasileiro é o Rota Global, que será desenvolvido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com a União Industrial Argentina (UIA) e o Parque Tecnológico de Extremadura na Espanha (Fundecyt-Pctex). A iniciativa ajudará 500 indústrias a começar a exportar e terá R$ 1,2 milhão em recursos.

Por meio da Rede Brasileira de Centros Internacionais de Negócios (Rede CIN), coordenada pela CNI, o Rota Global oferecerá consultoria completa para empresas não exportadoras empreenderem no mercado internacional, com diagnóstico, desenho de estratégia de exportação e acompanhamento da execução do plano. Em julho, será aberto o prazo para indústrias interessadas se inscreverem. Negócios de todos os portes, setores e estados poderão participar.

Leia mais

Weber Haus aposta em suas cachaças orgânicas para atrair o mercado alemão

A gaúcha Weber Haus desembarca na Alemanha, nesta quarta-feira (dia 15), para apresentar o melhor da sua produção artesanal na maior feira de alimentos orgânicos do mundo. A Biofach 2017 segue até o dia 18, em Nuremberg, com o propósito de fomentar a produção sustentável.

Antenada nesta tendência mundial, a Weber Haus aposta nos seus produtos orgânicos para conquistar o exigente paladar alemão. “Cada vez mais, estamos investindo no setor de orgânicos, impulsionados pelas novas demandas de mercado e preocupados com a questão da sustentabilidade”, explica o diretor da Weber Haus, Evandro Weber. A elaboração da cachaça Weber Haus é estritamente artesanal, produzida a partir da cana de açúcar 100% orgânica, cultivada na propriedade de 22 hectares, na Rota Romântica gaúcha.

Para conquistar os participantes do evento, a empresa escolheu algumas de suas principais cachaças, com excelência reconhecida em premiações nacionais e internacionais. “Cada vez mais, o consumo da cachaça, bebida símbolo do Brasil, vem se popularizando no mundo e o evento é uma forma de mostrarmos a excelência do nosso produto para o consumidor”, destaca Evandro.

Leia mais

Intermodal South America acontece em abril em São Paulo

Segundo a Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), as exportações devem voltar a crescer neste ano, registrando crescimento de 7,2% sobre 2016. Os principais players deste mercado se reunirão em abril na Intermodal South America

Tal expectativa é sinônimo de otimismo aos players desta indústria, que se reunirão na 23ª edição da Intermodal South America, principal encontro do setor de transportes de cargas, logística e comércio exterior das Américas, que será realizada de 4 a 6 de abril, no Transamérica Expo Center, em São Paulo (SP).

Para o gerente da Intermodal South America, Ricardo Barbosa, a recuperação das exportações reaquece a atividade desse setor, incentivando as empresas a retomar investimentos e desenvolver novas soluções e tecnologias. “Muitas dessas companhias estarão na Intermodal South America 2017. São mais de 600 marcas no evento, expondo o que há de mais moderno em produtos e serviços para atender todas as vertentes das áreas de transporte de cargas, logística e comércio exterior”, afirma.

Leia mais

Participação positiva do Brasil na Première Vision Paris

Nove empresas brasileiras marcaram presença na edição de primavera/verão 18 da Première Vision Paris, um dos maiores salões da Europa voltado para fornecedores de produtos têxteis e insumos, realizado entre os dias 7 e 9 de fevereiro. O grupo formado por Berlan, Britânnia, Cataguases, Dash Studio, Digitale Têxtil, Moltec, Natural Cotton Color, Oficina Lamparina e Savyon fechou negócios no valor de USD 100 mil durante o evento, que teve o apoio do Texbrasil – Programa de Internacionalização da Indústria Têxtil e de Moda Brasileira, desenvolvido pela Abit em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) – com expectativas de negócios em torno de USD 4,7 milhões para os próximos 12 meses.

Um dos destaques brasileiros na feira foi a marca paraibana Natural Cotton Color, que apresentou seus produtos em dois espaços da Premiére Vision e caiu no gosto de grandes grifes europeias. No Maison D’Exceptions, espaço só para convidados de marcas luxuosas, expôs 14 amostras de técnicas artesanais apresentadas de forma inovadora, além de um conjunto de blazer e camiseta desenvolvido em parceria com o estilista João Pimenta, e no setor de design exibiu tecidos, malhas e estampas em algodão colorido orgânico. “Recebemos muitas marcas de Milão, mas continuamos fazendo negócios com maisons francesas. Também recebemos a visita de uma grande marca americana, com quem estamos negociando duas peças nossas totalmente feitas à mão e de altíssimo valor agregado”, conta Francisca Vieira, CEO da NCC.

Leia mais

Canal Brazil Export

Outros
  • Fruit Attraction 2016
  • Viernes 17 de Octubre
  • Jueves 16 de Outubro
  • Miércoles 15 de Outubro