Pages Menu

Notícias recentes

Ministros da Agricultura do Brasil, da Argentina e do Uruguai reforçam parcerias

Os ministros da Agricultura do Mercosul se encontraram na 39ª Expointer, em Esteio (RS). Blairo Maggi, do Brasil; Ricardo Buryaile, da Argentina; e Tabaré Aguerre, do Uruguai; se reuniram na casa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), no Parque Assis Brasil, para tratar de questões comuns aos três países do Cone Sul. O governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartoni (PMDB), participou das reuniões.

Na reunião com os argentinos, Blairo adiantou que um dos temas a serem tratados na viagem à Ásia, que liderará a partir desta terça-feira (30), é a questão da soja. Segundo o ministro, Estados Unidos, Brasil e Argentina produzem 90% do mercado de grão da soja e precisam ajustar posição para conversar com a China, que impõe barreiras à exportação de farelo.

Leia mais

Maior feira calçadista da Itália terá mais de 60 marcas brasileiras

Com recorde de marcas, o Brazilian Footwear, programa mantido pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), prepara a participação verde-amarela na maior feira italiana do setor, a theMicam. A feira, que acontecerá entre 3 e 6 de setembro, em Milão, terá 63 marcas brasileiras que se juntarão a outras cerca de 1,5 mil de todo o mundo.

Para a analista de Promoção Comercial da Abicalçados, Maria Patrícia de Freitas, a participação recorde decorre da combinação da atratividade do preço mais competitivo para o mercado internacional, proporcionado pela valorização do dólar sobre o real, e a efetividade da mostra em termos de negócios. “A internacionalização da mostra é um atrativo muito grande. Dos quase 33 mil visitantes registrados na feira do ano passado, mais de 16 mil eram de outros países que não a Itália, com destaque para Espanha, Alemanha, França e Rússia, alguns dos principais mercados para o calçado brasileiro”, explica a analista.

Leia mais

Conexão Inspiramais é o novo nome do Fórum de Inspirações

A partir de 31 de agosto, o evento apresenta, nos principais polos calçadistas e de moda do Brasil, os conceitos e inspirações para o Verão 2018.

Serão quase trinta cidades em mais de vinte Estados do Brasil que receberão palestras, pesquisa de inspirações e referências de moda para desenvolvimento de materiais inovadores para a estação quente de 2018. Por trás, diversas empresas e uma equipe de consultores de design, moda e comportamento de consumo.

Este é o Conexão Inspiramais, um ciclo que tem início em 31 de agosto e culmina no Inspiramais – Salão de Design e Inovação de Componentes, em janeiro de 2017, levando para os principais polos têxteis e calçadistas a pesquisa do Fórum de Inspirações.

Esta pesquisa conta com a coordenação do estilista Walter Rodrigues (foto), que explica: “O Conexão Inspiramais é um ciclo que tem início com a pesquisa de inspirações e moda. Esta pesquisa é desenvolvida com as empresas participantes do projeto Fórum de Inspirações. A finalidade do projeto é promover o desenvolvimento de materiais inovadores que tenham a capacidade de transmitir valores essenciais e verdadeiros ao consumidor, algo fundamental para que as empresas obtenham sucesso”.

Leia mais

Exportações do agronegócio caminham para novo recorde em 2016

As exportações brasileiras do agronegócio seguem em expansão, sinalizando novo recorde em termos de volume para 2016. Cálculos do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da EsalqSALQ/USP, mostram que, no primeiro semestre deste ano, a quantidade embarcada (medida pelo IVE-Agro/CEPEA) cresceu 25% em relação ao mesmo período de 2015. O faturamento obtido com as vendas externas atingiu US$ 45 bilhões, aumento de 4% em igual comparativo. Em reais, a alta foi de 8%.

Segundo o Cepea, grande parte dos produtos acompanhados teve as vendas externas ampliadas, com destaque para as de milho e etanol, que subiram expressivos 131,1% e 100,9%, respectivamente. Também tiveram incremento no volume exportado a carne suína (55,78%), algodão em pluma (42,9%), açúcar (21,17%), soja em grão (19,6%), madeira (18,54%), carne bovina (16,82%), farelo de soja (15,11%), suco de laranja (14,35%), carne de aves (13,79%), celulose (5,06%) e óleo de soja (1,96%). Apenas café e frutas apresentaram queda nos embarques, de 8,99% e 6,67%, nessa ordem.
O bom desempenho é observado mesmo com a queda dos preços em dólar e com a valorização do real em relação às moedas dos principais parceiros comerciais do Brasil. A atratividade das exportações brasileiras do agronegócio (IAT-Agro/Cepea), preços em reais, caiu quase 12% no comparativo dos semestres.

Leia mais

Calçadistas lançam o programa Future Footwear

O dia 24 de agosto de 2016 entrou para a história do setor calçadista nacional. Isso porque ontem as principais entidades da cadeia coureiro-calçadista brasileira lançaram o programa Future Footwear, que tem como objetivo iniciar uma nova era para a atividade, com vistas à criação de novos modelos de negócios, novos produtos e novos processos produtivos. Participaram do evento, realizado na sede do Grupo Priority, em Ivoti/RS, representantes das associações representativas realizadoras do projeto – Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal), Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) e Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas e Equipamentos para Couros, Calçados e Afins (Abrameq) -, lideranças setoriais, empresários e imprensa.

Abrindo o evento, o presidente-executivo da Abicalçados, Heitor Klein, destacou a importância da união setorial em torno do projeto. “Além das entidades realizadoras, temos o importante apoio do Instituto by Brasil (IBB), Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos (IBTeC) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), que serão fundamentais para operacionalização das ações”. Para o dirigente, o Future Footwear é o pontapé inicial para uma “grande revolução” na cadeia coureiro-calçadista nacional, que deverá incorporar novos modelos produtivos se quiser continuar competitiva mesmo diante de tantos problemas macroeconômicos apresentados tanto do mercado doméstico como internacional.

Leia mais

Plano do governo vai reduzir burocracia no agronegócio

Mais eficiência e menos burocracia. Com estes objetivos, o ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) lançou o Plano Agro +, na manhã desta quarta-feira (24), durante solenidade com o presidente em exercício, Michel Temer, no Palácio do Planalto. “Queremos um Brasil mais simples para quem produz e mais forte para competir”, destacou Blairo Maggi, usando o slogan do plano para reforçar o propósito do governo federal com 69 medidas destinadas a modernizar e desburocratizar normas e processos do Ministério da Agricultura.

As medidas serão implementadas imediatamente. Entre elas, o fim da reinspeção em portos e carregamentos vindos de unidades com Serviço de Inspeção Federal (SIF). Com a eliminação desses entraves, o setor privado e o governo devem ter um ganho de eficiência estimado em R$ 1 bilhão ao ano. Esse valor representa 0,2% do faturamento anual do agronegócio brasileiro, calculado em cerca de R$ 500 bilhões.

Leia mais

Apex levará 50 empresas para negócios no Peru e na Colômbia

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) levará 50 empresas de portes e setores variados ao Peru e à Colômbia para encontros de negócios com empresários locais. A missão comercial América do Sul, realizada pela Agência desde 2010, acontecerá entre os dias 24 de agosto e 1º de setembro. Na última edição, em 2015, 51 empresas participantes fecharam US$ 58 milhões em negócios. A expectativa para este ano é alcançar US$ 65 milhões em negócios imediatos e em prazo de até 12 meses após a ação.

Das 50 empresas participantes, metade integra ou passou pelo programa de capacitação da Agência, o PEIEX – Projeto Extensão Industrial Exportadora. O foco da missão são os setores de máquinas e equipamentos; alimentos e bebidas; casa e construção; higiene e cosméticos. Os trabalhos serão iniciados no dia 24, em Lima, onde haverá rodadas de negócios com reuniões previamente agendadas com potenciais compradores; visitas técnicas a empresas locais; seminários técnicos sobre o ambiente de negócios no país e agenda de relacionamento na Embaixada brasileira em Lima. No dia 28, a delegação brasileira parte para Bogotá, onde cumprirá agenda semelhante. A missão chega a Medellín no dia 30 de agosto para sua parte final.

Leia mais

Imagem do Brasil na Olimpíada pode gerar frutos em exportações, diz Serra

A boa imagem que o Brasil alcançou no mundo com a organização da Olimpíada Rio 2016 poderá gerar frutos no comércio exterior. A previsão é do ministro das Relações Exteriores, José Serra, que participou nesta segunda=feira (22) do lançamento da campanha Be Brasil, que visa a alavancar as exportações e os investimentos estrangeiros no país, em conjunto com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex).

“A Olimpíada foi um sucesso, porque teve segurança, bom acesso a todos os jogos e rompeu a expectativa negativa que havia, de que haveria problemas. A Olimpíada melhorou a autoestima do povo brasileiro e a nossa imagem no exterior. Isso ajuda os produtos brasileiros”, disse Serra. No entanto, segundo o ministro, é preciso mais que uma campanha de imagem para impulsionar negócios, que dependem de ações de longo prazo.

“Negócios não são de um dia para o outro. Vamos fazer um trabalho de formiguinha, permanente, com clareza, para promover a exportação brasileira. Isso significa mais empregos aqui, nosso objetivo é social. E o Brasil pode ser um grande produtor mundial, já é hoje e pode ser muito mais.”

Leia mais

Balança comercial registra superávit de US$ 541 milhões na terceira semana de agosto

Na terceira semana de agosto, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 541 milhões, resultante de exportações de US$ 3,557 bilhões e importações de US$ 3,016 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 118,081 bilhões e as importações, US$ 86,989 bilhões, com saldo positivo de US$ 31,092 bilhões. Os dados foram divulgados hoje pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).
Na semana, as exportações tiveram média diária US$ 711,4 milhões, valor 10,4% abaixo da média de US$ 793,9 milhões, registrada até a segunda semana do mês. Nessa comparação foram observadas quedas nas exportações de semimanufaturados (-29,6%) – por conta de açúcar em bruto, celulose, ouro em forma semimanufaturada, ferro-ligas, couros e peles – as vendas externas de produtos básicos caíram 8,9% – devido a soja em grãos, petróleo em bruto, farelo de soja, carne de frango e bovina, minério de cobre – e os embarques de manufaturados caíram 5,2% – em razão de automóveis de passageiros, aviões, açúcar refinado, polímeros plásticos, máquinas e aparelhos para terraplanagem, óxidos e hidróxidos de alumínio.

As importações na semana apresentaram desempenho médio diário de US$ 603,2 milhões, 7,4% acima do registrado até a segunda semana do mês (US$ 561,7 milhões). A alta é explicada, principalmente, pelo aumento nos gastos com combustíveis e lubrificantes, equipamentos elétricos e eletrônicos, veículos automóveis, plásticos e obras e farmacêuticos.

Leia mais

Canal Brazil Export

Outros
  • Viernes 17 de Octubre
  • Jueves 16 de Outubro
  • Miércoles 15 de Outubro
  • Entrevista em vídeo: Adbala Jamil Abdala (Francal Feiras)