Pages Menu
Superávit de US$ 1,746 bilhão na balança comercial da segunda semana de outubro

Superávit de US$ 1,746 bilhão na balança comercial da segunda semana de outubro

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 1,746 bilhão na segunda semana de outubro de 2018, que teve quatro dias úteis. O saldo é resultado de exportações no valor de US$ 4,467 bilhões e importações de US$ 2,721 bilhões.

No mês, as exportações somam US$ 9,519 bilhões e as importações, US$ 6,460 bilhões, com saldo positivo de US$ 3,059 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 189,178 bilhões e as importações, US$ 141,805 bilhões, com superávit de US$ 47,374 bilhões.

A média das exportações da segunda semana chegou a US$ 1,1 bilhão, valor 10,5% acima da média de US$ 1 bilhão da primeira semana, em razão do crescimento nas exportações de produtos semimanufaturados (86%) e manufaturados (12,4%). Na primeira categoria de produtos, o destaque foi a venda de açúcar de cana em bruto, ferro fundido, semimanufaturados de ferro/aço, madeira serrada ou fendida e celulose. Entre os produtos manufaturados cresceram, principalmente, os embarques de tratores, torneiras, válvulas e dispositivos semelhantes e partes, aviões, máquinas e aparelhos para terraplanagem, perfuração e suco de laranja não congelado.

Leia mais
Exportações do agronegócio devem atingir US$ 100 bilhões

Exportações do agronegócio devem atingir US$ 100 bilhões

Estimativa foi feita por Blairo Maggi durante posse do novo presidente da Embrapa no Palácio do Planalto

Durante a posse do novo presidente da Embrapa, Sebastião Barbosa, no Palácio do Planalto, nesta quarta-feira (10), o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi, disse que o agronegócio deverá encerrar o ano com exportações de US$ 100 bilhões. “É uma marca que vínhamos perseguindo e, agora, vamos alcançar”, disse o ministro.

O presidente Michel Temer ressaltou a importância do setor do agronegócio para a economia brasileira, lembrando ter contribuído “em grande parte” para a recuperação do PIB (Produto Interno Bruto) do país, que, em maio de 2016, estava em -5,9%, passou a 1% de crescimento no ano seguinte e deverá encerrar 2018 com algo em torno de 1,4%.

O secretário executivo do Mapa, Eumar Novacki, presidente do Conselho da Embrapa, também destacou que “o agro é o pilar mais importante da economia, representando cerca de um quatro do PIB e quase 50% das exportações”.

Leia mais
Fabricantes brasileiras de máquinas e equipamentos movimentam US$ 23 milhões na Colômbia

Fabricantes brasileiras de máquinas e equipamentos movimentam US$ 23 milhões na Colômbia

Foi bastante positivo o balanço que as 31 fabricantes brasileiras de máquinas e equipamentos trouxeram da Colômbia, ao encerrarem sua participação na Feira Internacional de Bogotá – FIB 2018 e na Colombiaplast 2018, ambas realizadas em Bogotá, de 24 a 28 de setembro. Foram US$ 23 milhões entre negócios fechados e prospecções para os próximos 12 meses, centenas de contatos com importadores e mais uma possibilidade de consolidar o Brasil como importante exportador de máquinas e equipamentos para aquele mercado.

A participação brasileira nos dois eventos, que ocorreram no Centro Internacional de Negócios e Exposições – Corferias, em Bogotá – Colômbia, foi organizada pelo Programa Brazil Machinery Solutions, resultado da parceria entre a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (ABIMAQ).

Leia mais
Balança comercial tem superávit de US$ 1,3 bilhão na primeira semana do outubro

Balança comercial tem superávit de US$ 1,3 bilhão na primeira semana do outubro

No ano, saldo comercial brasileiro acumula US$ 45,6 bilhões

A balança comercial brasileira registrou, na primeira semana de outubro, superávit de US$ 1,272 bilhão. No período as exportações foram de de US$ 5,011 bilhões e importações de US$ 3,739 bilhões. No acumulado do ano, as exportações somam US$ 184,670 bilhões e as importações, US$ 139,084 bilhões, com saldo positivo de US$ 45,586 bilhões.

Na primeira semana de outubro de 2018, exportações cresceram 11,5% em relação ao mês de outubro do ano passado. A comparação foi feita pelo desempenho da média diária dos embarques: US$ 1,002 bilhão versus US$ 898,7 milhões. Nesse cenário, cresceram as vendas brasileiras de produtos básicos (28,5%) – puxadas por soja em grãos, petróleo em bruto, minério cobre, minério de manganês, farelo de soja e carne bovina – e de produtos manufaturados (4,8%) – devido a óleos combustíveis, gasolina, partes de motores e turbinas de aviação, etanol, ônibus e outros veículos para mais de 10 pessoas. Por outro lado, diminuíram as vendas de produtos semimanufaturados (-10,3%) – por conta de açúcar em bruto, semimanufaturados de ferro e aço, ferro fundido, couros e peles, catodos de cobre, óleo de soja em bruto.

Leia mais
Projeto-piloto do Novo Processo de Importação entra em operação

Projeto-piloto do Novo Processo de Importação entra em operação

Processos aduaneiros serão simplificados, com redução de custo e de tempo das operações

Brasília (2 de outubro) – Está em operação desde ontem (1º de outubro), no âmbito do Portal Único de Comércio Exterior, o projeto-piloto do Novo Processo de Importação. Os benefícios esperados são a simplificação e a desburocratização dos procedimentos aduaneiros, com a decorrente redução de tempo e custo para os operadores privados e órgãos de controle, num esforço conjunto entre administração pública e sociedade em busca do aperfeiçoamento do ambiente de negócios, o qual proporciona maior competitividade às empresas brasileiras no cenário internacional.

Durante o piloto, as operações serão acompanhadas pela Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) e poderão participar empresas certificadas pela RFB como Operador Econômico Autorizado (OEA) – nas categorias Pleno e Conformidade Nível 2 – ou importadores que operem por conta e ordem dessas empresas. As operações serão limitadas ao modal aquaviário, com recolhimento integral dos tributos federais incidentes e com controle exclusivamente aduaneiro, ou seja, sem anuências de outros órgãos.

Leia mais
Exportação aos árabes pode chegar a US$ 20 bilhões em 2022

Exportação aos árabes pode chegar a US$ 20 bilhões em 2022

O presidente da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Rubens Hannun, deu uma palestra para os participantes do programa de formação de lideranças Pró-Líder, no sábado, na sede da entidade, em São Paulo. Hannun falou sobre o comércio exterior do Brasil em geral, dos negócios entre o País e o mundo árabe em especial e do trabalho da Câmara.

Ele detalhou, por exemplo, as perspectivas de crescimento do comércio de Brasil com os países árabes. “Queremos chegar a US$ 20 bilhões em exportações brasileiras em 2022”, disse. No ano passado, as vendas brasileiras à região somaram US$ 13,6 bilhões. Ou seja, para atingir a meta, será necessário um aumento de 47% nos embarques.

Segundo Hannun, a Câmara Árabe pretende trabalhar para que o Brasil assine mais acordos comerciais com nações árabes, fortalecer a “marca Brasil” na região, desenvolver oportunidades na área de segurança alimentar, atrair investimentos diretos árabes ao País e fomentar negócios que levem em consideração a sustentabilidade.

Leia mais